Weby shortcut
fic2
  • Ver todas
  • semic - feicom

    SEMIC / FEICOM 2017

    17 a 20 Outubro

    Saiu a tão esperada Programação Completa do SEMIC/FEICOM 2017. Na
    programação divulgada nesta manhã no blog (http://ficufg.blog.br/semic/) está
    disponível as oficinas que serão ofertadas no evento e a ordem de apresentação
    dos GTs.


    O XI Seminário de Mídia e Cidadania e o IX Seminário de Mídia e Cultura – SEMIC
    2017 – juntamente com o FEICOM 2017, iniciam na próxima quinta-feira, dia 19
    de outubro. As atividades acontecerão na quinta-feira e sexta-feira, dias 19 e 20,
    com duas mesas-redondas, oito grupos de trabalhos (GTs) e oito oficinas.

    As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas no link:
    http://ficufg.blog.br/semic/inscricoes-2016/. Somente receberão certificados –
    ouvintes das mesas-redondas, apresentadores de GTs e pôsteres; e participantes
    de oficinas – quem estiver inscrito no blog. As inscrições podem ser realizadas
    até o dia 19 de outubro.
    A programação completa do evento está disponível no link:
    https://mestrado.fic.ufg.br/up/76/o/PROGRAMAÇÃOSEMIC.final.pdf

     

    OFICINAS


    Para participar das oficinas, é preciso se inscrever antecipadamente nas oficinas
    escolhidas pelo link abaixo:
    https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScXTvJHWn53x5I9vBJKhC6dHNH
    A5sGSLw7NGwm2_lUj4o9KmA/viewform.
    Os participantes podem se inscrever em mais de uma oficina e até duas no
    mesmo dia, se essas não ocorrerem concomitantemente, ou seja, no mesmo
    horário.


    Serão ofertadas três oficinas na quinta-feira, dia 19 de outubro:
    14h - 18h: DESIGN E VISUALIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO: Como organizar e
    apresentar a informação de maneira atraente para o usuário (25 vagas)
    14h - 17h: Preenchimento de Lattes (20 vagas)
    14h - 18h: Ranking webométrico das universidades federais brasileiras: uma
    perspectiva a partir da disputa da comunicação científica no âmbito web (20
    vagas)


    Na sexta-feira, dia 20 de outubro, acontecerão cinco diferentes oficinas, sendo
    que uma delas ofertará duas turmas distintas:
    13h - 16h: Streaming de Audiovisual: Twitch TV, Youtube e Afroflix (40 vagas)
    13h30 - 17h30: Elaboração de projeto de pesquisa (30 vagas)
    14h - 17h: Mudanças estruturais no Jornalismo (30 vagas)
    14h - 16h: Diagramação de trabalhos científicos utilizando LATEX (15 vagas)
    16h - 18h: Diagramação de trabalhos científicos utilizando LATEX (15 vagas)
    16h - 18h: Construção de Resumo para Artigos Científicos (20 vagas)

     

    GTs


    As apresentações dos grupos de trabalhos foram divididas em dois dias, sendo
    que metade dos GTs ocorrerão na quinta-feira, dia 19, e o restante na sexta-feira,
    dia 20. Na quinta-feira as apresentações iniciam às 14h e na sexta-feira às 13h30.
    Confira abaixo os dias que ocorrerão cada GTs e na programação
    (https://mestrado.fic.ufg.br/up/76/o/PROGRAMAÇÃOSEMIC.final.pdf) a ordem
    de apresentação dos trabalhos.

    Dia 19/10 – Apresentações Orais GTs (14h - 17h30)
    GT 2 – Cidadania, Direitos Humanos e Conflitualidades (Sala 06/FIC)
    GT 3 – Jornalismo e Cidadania (Sala 10/FIC)
    GT 6 – Identificações Culturais e Produção de Sentidos (Sala 07/FIC)
    GT 10 – Tecnologias e Estética (Sala 09/FIC)

    Dia 20/10 – Apresentações Orais GTs (13h30 - 17h)
    GT 4 – Cidadania e Leitura Crítica da Mídia (Sala 09/FIC)
    GT 7 – Mutações Discursivas: Comunicação, Literatura, Consumo (Sala 06/FIC)
    GT 8 – Comunicação, Interesse Público e Tecnologias (Sala 10/FIC)
    GT 9 – Interfaces Comunicacionais (Sala 07/FIC)

     

    MESAS- REDONDAS


    No primeiro dia do evento, dia 19 de outubro, das 10h às 12h, no auditório da
    FIC acontecerá a mesa-redonda com Adriana Rosa Cruz Santos, doutora em
    Psicologia Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e
    professora de Psicologia da Universidade Federal Fluminense (UFF), Adriana
    Rosa Cruz Santos debaterá as Subjetividades Contemporâneas, bem como as
    montagens iminentes entre corpo-subjetividade.

    No segundo dia de atividades do XI Seminário de Mídia e Cidadania e o IX
    Seminário de Mídia e Cultura – SEMIC 2017, Cremilda Celeste de Araújo Medina,
    debaterá o tema escolhido nesta edição dos seminários: As disputas na sociedade
    midiatizada, suas controvérsias, conflitos e violências. A mesa-redonda acontecerá
    no dia 20 de outubro, sexta-feira, das 09h às 11h, no auditório da Faculdade de
    Informação e Comunicação (FIC) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Os
    interessados em participar devem se inscrever, gratuitamente, no blog pelo link
    (http://ficufg.blog.br/semic/).

    Jornalista, pesquisadora e professora titular sênior da Universidade de São Paulo
    (USP), Cremilda Medina atua na formação de mestres, doutores e pós-doutores
    no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM) e no
    Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam), ambos
    da USP. Seu trabalho como educadora traz para a Comunicação Social e para o
    Jornalismo os desafios paradigmáticos do Saber Plural; a perspectiva do ato
    presencial, da abertura à complexidade, do signo da relação e da pedagogia dos

    afetos; e o eixo central do Diálogo Social, principalmente, na teoria e prática da
    reportagem (narrativas da contemporaneidade).
    Cremilda Medina tem mais de 40 anos de atuação profissional na área da
    Comunicação. Começou a trabalhar na Editora Globo, em Porto Alegre/RS, e fez
    parte de vários órgãos de imprensa em São Paulo, sendo o Jornal da Tarde um
    deles. Cremilda já publicou mais de dez livros sobre Comunicação Social e
    Literatura da Língua Portuguesa, muitos destas obras são referências na
    formação dos comunicadores, entre elas, Entrevista: o diálogo possível; Notícia:
    um produto à venda e A arte de tecer o presente: narrativa e cotidiano. Cremilda
    Medina organizou também várias antologias ensaísticas sobre temas da
    atualidade. Como pesquisadora da USP, coordena um projeto de livro-
    reportagem sobre a identidade cultural da população paulistana; e na pós-
    graduação coordena um outro projeto integrado de pesquisa, que já editou sete
    documentos na série Novo pacto da ciência: a crise de paradigmas.

     

    semic2017-2

    Leia mais...

  • Ver todos